UGC Gamer
Você não está conectado. Junte-se a nós!



 
InícioGaleriaBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe
 

 O mundo dos Games Indie

Ir em baixo 
AutorMensagem
romulodearaujo
Peão
romulodearaujo

Mensagens : 43
Data de inscrição : 31/10/2008

O mundo dos Games Indie Empty
MensagemAssunto: O mundo dos Games Indie   O mundo dos Games Indie EmptySex Jun 04, 2010 2:30 am

Jogos caros, cada vez mais caros vêm assolando nossas mentes. Super produções, que muitas vezes impedeem uma brilhante mente de se expressar devido ao grande número de equipe. Então quando jovem você tinha aquela idéia de game revolucionário. Queria passar uma mensagem. Então depois de uma faculdade ardua você consegue se especializar tecnicamente na área. Finalmente chegou o dia: você irá trabalhar naquela média , pequena ou grande empresa de games. Seu trabalho será....




movimentar os cabelos de um personagem.


Acontece que quando poucas pessoas se reunem como o mesmo ideal, sem propósito de dinheiro, pode surgir uma coisa impressionante. Mas, qual é sua definição de impressionante afinal? Uma imagem maravilhosa somada de um som estupendo? Estamos calejados já de aproveitar estas qualidades. Poucas vezes aproveitamos uma quarta qualidade, onde a terceira seria um bom roteiro. Esta quarta equivale ao sexto sentido.

Desta meneira, chegamos aos jogos experimentais, ou indie.
Apresento-lhes agora uma série de jogos que têm este potencial, onde algo vaza de seu querer, tentando lhe dizer algo mais, neste caso, a percepção do estranho e bizarro de forma natural. Para uns, soará como um mero joguinho tosco, ou viciante. Mas tentem captar alguma mensagem a mais.


Bright in the Screen
Nosso primeiro jogo é uma experiência curta, mas contém algo à prestigiar.

Ele trata da condição do comportamento social humano.
Não explicarei muito, ele mesmo fará isto.

http://www.mofunzone.com/popups/the_bright_in_the_screen.shtml

World of Goo
Este, encontramos no PC ou no Wii, não é um mero flash game, mas uma pequena obra compilada. Suas musicas são maravilhosas, lembra vagamente as músicas abstratas de SH. Sua temática parece infantil, mas não se engane dedmais, apesar dee ser puramente viciante e inovador.